segunda-feira, 17 de junho de 2013

Nadando peito no nado livre

REGRAS DE NATAÇÃO -


 
 
Um leitor enviou uma dúvida que está sendo bem recorrente nas competições:
 
“Na prova de nado livre, a regra diz que o atleta pode nadar qualquer estilo. Por que atletas que vem nadando peito nesta provas estão sendo desclassificados, se os mesmo iniciam o nado antes da linha dos 15 metros?”
 
Nas provas de nado livre o nadador pode sim nadar qualquer estilo durante todo o percurso, mas ele deve observar as únicas regras do nado livre:
 
 
1 - Nas provas de medley, a parte do nado livre não pode ser borboleta, nem costas e nem peito;
 
2 - Alguma parte do corpo deve tocar a parede nas viradas e chegada;
 
3 - Alguma parte do corpo deve quebrar a superfície d’água durante o percurso;
 
4 - A cabeça deve quebrar a superfície d’água antes dos 15m após a saída e viradas.
 
No caso do nado peito, a desclassificação ocorreu não porque nadou peito no percurso ou ainda tocou com uma mão na virada ou ainda fez duas filipinas, mas sim porque deixou o corpo completamente submerso após a marca dos 15m, o que é comum no nado peito quando os braços e pernas estão extendidos.
 
Há um tempo atrás, a atleta Gabriella Silva nadou a prova de 100m livre toda no nado borboleta. Não houve nenhuma irregularidade nisso. O campeão mundial Felipe França também já nadou uma prova de 50m livre toda no nado de peito. É preciso ficar atento apenas às 4 regras acima descritas do nado livre. Tocar com uma mão, virar com uma cambalhota diferente ou até mesmo fazer o nado “cachorrinho” não são irregularidades numa prova de nado livre.
 
No entanto, é importante saber que apesar do atleta nadar toda a prova num determinado estilo (borboleta, costas ou peito), o tempo final será considerado como “nado livre” e não o nado que ele nadou durante todo o percurso.
 
FONTE: http://www.regrasdenatacao.com.br
 
Por: Natação Master

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário